Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 11 de junho de 2024

Economia

Chuvas não impedem exportações acima da média de mangas do Vale do São Francisco em Maio

A taxa de câmbio esperada pelo mercado para o final do ano de 2024 é de R$5,05 para 1 dólar.

Postado em 10/06/2024 2024 11:09 , Economia. Atualizado em 10/06/2024 11:23

Em maio, o Brasil exportou aproximadamente 11,9 mil toneladas de mangas. Esse volume é significativamente maior do que a média histórica de 8,58 mil toneladas e supera o volume exportado em 2022, que foi de 8,06 mil toneladas. No entanto, é menor do que o volume exportado em 2023, que alcançou 13,4 mil toneladas. Comparando os dados, houve uma redução de 11,06% em relação a 2023, mas um aumento de 48,29% em relação a 2022.

Em termos dos valores das exportações, em Maio foram, aproximadamente, US$ 17 milhões. Em Maio de 2022, foram gerados cerca de US$ 7,68 milhões em receitas e, em Maio de 2023, um total de US$ 14,1 milhões. Em 2024, nos cinco primeiros meses, três deles foram de recorde histórico mensal de receitas de exportação.

As exportações de mangas brasileiras em maio se concentraram principalmente nas variedades Palmer e Tommy, com destino principal à Europa. No acumulado do ano, os principais destinos foram:

  • Holanda: 52,18%
  • Espanha: 24,59%
  • Reino Unido: 7,92%
  • Portugal: 7,31%
  • Estados Unidos: 1,93%

Quanto às vias de exportação, a maioria foi transportada por mar (87,24%), enquanto uma parcela menor foi exportada por via aérea (10,12%). A maior parte das mangas exportadas veio dos estados de Pernambuco (49,77%) e Bahia (37,34%), com São Paulo (5,28%) e Rio Grande do Norte (4,74%) também contribuindo significativamente.

 

 

Fonte | João Ricardo F. de Lima
Coordenador da Pesquisa do ICB.

4o