Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 13 de julho de 2024

Economia

Mães de Pernambuco: mulheres têm acesso a 15 mil novas vagas no Estado

Para receber o auxílio, as mulheres precisam cumprir cinco critérios simultaneamente

Postado em 26/06/2024 2024 05:52 , Economia. Atualizado em 25/06/2024 20:05

O programa, que já alcançou cerca de 89 mil pernambucanas desde o seu lançamento em março, paga um auxílio mensal de R$ 300 às mulheres mais vulneráveis do estado. As interessadas podem se cadastrar no site do programa até o dia 18 de julho.

(Foto: Vinicius Lins/Secom)

A gestão estadual está investindo R$ 360 milhões por ano no programa, que visa alcançar as 100 mil mulheres mais vulneráveis do estado. Até agora, duas parcelas já foram pagas para as beneficiárias, sendo a primeira em 13 de maio com o alcance de 72.472 mulheres.
 
“O programa reforça o compromisso do Governo do Estado no combate à fome. Isso porque ele faz parte do Pernambuco Sem Fome, uma iniciativa que abrange também o Mães de Pernambuco, levando assistência social e reconhecimento para essas mulheres que são responsáveis pela família”, ressalta Carlos Braga, secretário de Assistência Social, Combate à Fome e Políticas sobre Drogas (SAS).
Quem pode participar do Mães de Pernambuco?
Para receber o auxílio, as mulheres precisam cumprir cinco critérios simultaneamente:
  • Ser responsável familiar;
  • Morar em Pernambuco;
  • Ser beneficiária do Programa Bolsa Família e manter os dados do Cadastro Único (CadÚnico) atualizados;
  • Estar gestante, ser mãe ou responsável por criança de 0 a 6 anos (72 meses);
  • Não ter vínculo empregatício formal.
As mulheres precisam acessar o site www.maesdepernambuco.pe.gov.br para aderir ao programa. Em seguida, devem informar o Número de Identificação Social (NIS) e a data de nascimento; uma mensagem do sistema informa se a mulher está elegível e, em caso afirmativo, basta confirmar o interesse em participar do programa.
Caso não esteja elegível, a mulher é informada da sua posição na fila de espera.
Os cartões do programa que são usados para sacar o benefício são enviados para os endereços cadastrados pelas usuárias.
Se a beneficiária ainda não recebeu o cartão, pode sacar o valor nas agências da Caixa, apresentando documento com foto, ou movimentar o recurso pelo aplicativo Caixa Tem. Quem tiver dificuldade nesse processo pode entrar em contato com a Ouvidoria Social da SAS, pelo e-mail ouvidoria@sas.pe.gov.br ou pelo telefone 0800.081.4421. É necessário informar nome completo, CPF e o Número de Identificação Social (NIS).
Fonte DP