facebook jornal do sertão twitter jornal do sertaolinkedin jornal do sertaowhatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 28 de fevereiro de 2020

Agro+conhecer

Investimentos de R$ 910 mil beneficia produtores da ovinocaprinocultura

A ação é executada pela Agência de Desenvolvimento Econômico, levando estímulos para o setor no Interior de Pernambuco

Postado em 03/11/2019 2019 11:49 , Agro+conhecer, Últimas Notícias. Atualizado em 03/11/2019 11:51

FOTO DIVULGAÇÃO

O semiárido sertanejo  é  responsável pela movimentação de quase R$ 1,2 bilhão por ano em negócios. A ovinocaprinocultura é uma cadeia produtiva importante para Pernambuco. De olho no impulsionamento do setor, quatro projetos que fazem parte do Programa de Fortalecimento dos Arranjos produtivos Locais, o Força Local, somam investimentos de R$ 910 mil ovinocaprinocultura e beneficiam 495 produtores e 150 famílias de agricultores e pecuaristas.

Dois dos projetos que estão em curso estão sendo realizados de forma conjunta com o Sebrae, na região do Sertão do São Francisco, somando R$ 650 mil. Ações que visam o melhoramento genético dos animais e o fortalecimento da cadeia produtiva, inclusive, com o estímulo à reunião dos produtores em uma cooperativa. Já com a Associação dos Moradores de Nascente (Armon), localizada em Araripina, Sertão do Araripe, estão sendo aplicados recursos para melhoria da infraestrutura de um espaço destinado à preparação de cortes especiais de carne e sua comercialização. A inauguração está marcada para o próximo dia 15.

A outra ação, feita com a Associação dos Piscicultores de Petrolândia, Sertão de Itaparica, que também reúne criadores de caprinos e ovinos na mesma fazenda onde são criadas tilápias, está destinando R$ 199 mil para a compra de máquinas, equipamentos e 150 matrizes de ovinos e caprinos. “Acreditamos que com essas ações propostas nos projetos, haverá uma agregação de valor aos caprinos e ovinos, colocando-os nas normas vigentes para a comercialização levando a uma maior lucratividade ao criador”, pontua Roberto Abreu e Lima, presidente da AD Diper.

O Força Local é executado pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), de acordo com diretrizes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em parceria com entidades sem fins lucrativos.