facebook jornal do sertão twitter jornal do sertaolinkedin jornal do sertaowhatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 30 de maio de 2020

Economia

Grupo SADA investe R$ 110 milhões, amplia estrutura em Pernambuco e terá usina fotovoltaica em Goiana

O governador Paulo Câmara assinou, ontem (18.02), no Palácio do Campo das Princesas, o protocolo de intenções firmando a ampliação de investimentos da SADA Transportes – empresa do Grupo SADA e operadora logística do grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA) no Brasil – em Pernambuco. O grupo irá inaugurar um novo terminal logístico e uma usina de […]

Postado em 19/02/2020 2020 11:35 , Economia, Últimas Notícias. Atualizado em 19/02/2020 11:37

O governador Paulo Câmara assinou, ontem (18.02), no Palácio do Campo das Princesas, o protocolo de intenções firmando a ampliação de investimentos da SADA Transportes – empresa do Grupo SADA e operadora logística do grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA) no Brasil – em Pernambuco. O grupo irá inaugurar um novo terminal logístico e uma usina de geração de energia solar para abastecer a fábrica da Jeep, instalada em Goiana, Mata Norte do Estado. Ao todo, serão R$ 110 milhões em investimento, e o plano de ação prevê a geração de mais de 300 empregos diretos e indiretos nos próximos cinco anos.

“A instalação do Polo Automotivo Jeep em Goiana possibilitou a atração de muitos investimentos, como a SADA, que é uma grande operadora logística e que decidiu fazer uma grande base aqui em Pernambuco, desde 2015. Essa ampliação é uma consolidação e mostra que nosso Estado, apesar da crise, conseguiu manter e ampliar os investimentos. Hoje, somos referência não apenas no Brasil, mas no mundo, por termos um polo automotivo que só faz crescer a cada ano, gerando emprego e renda de qualidade”, afirmou o governador Paulo Câmara.

Esse novo passo começou a ganhar forma neste mês, quando a FCA anunciou o próximo lançamento, que sairá de Pernambuco em 2021: um Jeep SUV de sete lugares, para atender o mercado global. Ainda está programada a repaginação dos três carros já produzidos em Pernambuco: Renegade e Compass, da Jeep, e Fiat Toro. Só para esse ano, a empresa deve investir cerca de R$ 1,5 bilhão na fábrica.

A partir desse sinal da FCA, o Grupo SADA adquiriu uma nova área de 63 hectares ao lado da fábrica. Nela, funcionarão a extensão do parqueamento de veículos e a unidade de geração de energia solar, com a capacidade de 5 MWh. Os serviços do grupo passarão a contemplar: unidade de PDI (Pre-Delivery Inspection), para revisão de entrega dos veículos; transporte de veículos; carga geral, armazenagem e distribuição; unitização e desconsolidação de Contêiner.

Presidente do Grupo SADA, Vittorio Medioli explicou que a expansão das operações da empresa se deve, sobretudo, às melhores condições para desenvolver grandes projetos que o Governo de Pernambuco oferece. “Um bom exemplo disso é a Jeep, que está instalada em Goiana há quase cinco anos”, destacou. Para ele, esse movimento segue uma tendência de ampliar a capacidade de atendimento. Além da parte logística, ele ressalta a montagem da usina fotovoltaica. “Isso sinaliza a chegada dos carros elétricos, que, muito em breve, chegarão, além do compromisso com dos fornecedores da FCA com as energias sustentáveis”, disse, complementando que a nova estrutura ficará pronta em janeiro de 2021.

A capacidade instalada da Jeep, localizada na BR-101, em Goiana, é de produzir 250 mil carros por ano, número que a empresa pretende atingir ainda em 2020. Em 2019, no aniversário de quatro anos de inauguração da fábrica, a empresa anunciou um plano de investimentos próprios na ordem de R$ 7,5 bilhões até 2023, que inclui a expansão da capacidade da fábrica de Goiana, com novos modelos entrando na linha de produção, e também do número de fornecedores a serem instalados em solo pernambucano. Serão mais 9 mil empregos criados.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, comentou que o crescimento do Polo Automotivo Jeep é fruto de um trabalho conjunto entre o Governo de Pernambuco e a FCA. Ele explicou que, embora a SADA já esteja instalada em Pernambuco, o investimento da FCA para ampliação da planta demandou, também, a expansão da questão logística. “Além disso, teremos uma grande planta solar de 5 MWh, que vai abastecer não só a estrutura da SADA. Isso porque haverá um excedente que terá condições de oferecer e disponibilizar para outros investidores da FCA. É um trabalho do adensamento da cadeia do polo automotivo”, afirmou.

Fotos: Heudes Regis/SEI