facebook jornal do sertão twitter jornal do sertaolinkedin jornal do sertaowhatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 25 de maio de 2020

Geral

O Polo de confecções de Pernambuco dribla impactos econômicos gerados pelo coronavírus.

O Parque Industrial iniciou a produção de máscaras de proteção em tecido, a iniciativa deu tão certo, que já conta com 80 indústrias envolvidas no processo.

Postado em 25/04/2020 2020 23:14 , Geral, Últimas Notícias. Atualizado em 25/04/2020 23:15

O Polo de Confecções de Pernambuco dribla impactos econômicos gerados pelo coronavírus.

Parque Industrial de confecções de Pernambuco, localizado no Agreste do estado, responsável pela produção têxtil de várias indústrias do setor de jeans, precisou se reinventar em curto espaço de tempo para retomar as atividades, empregos e renda. A alternativa encontrada foi redirecionar a produção de jeans, para produzir produtos essenciais, usados para combate ao coronavírus.

O Parque Industrial iniciou a produção de máscaras de proteção em tecido, a iniciativa deu tão certo, que já conta com 80 indústrias envolvidas no processo, todas certificadas com o selo do Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções (NTCPE).

Nesse contexto, mais de 1,6 milhão de máscaras já foram comercializaras e um lote com mais 1 milhão de itens será adquirido pelo Governo, por intermédio da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper).
Todo esse processo ocorreu com orientação técnica fornecidas por meio de manuais disponibilizados pelo NTCPE. Os manuais também orienta como produzir batas e protetores para os pés e os insumos necessários e estão disponíveis no site www.ntcpe.org.br.

Imagem – CIN