facebook jornal do sertão twitter jornal do sertaolinkedin jornal do sertaowhatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 25 de maio de 2020

coronavírus

Soluções tecnológicas ajudam a promoção do isolamento social em Pernambuco

O Anjo Amigo busca, ainda, promover a saúde física e mental das pessoas isoladas, apoiando elas a superar sentimentos de solidão e baixa autoestima.

Postado em 14/05/2020 2020 18:43 , coronavírus, Últimas Notícias. Atualizado em 15/05/2020 12:15

A partir desta semana a população pernambucana conta com mais duas soluções tecnológicas capazes de apoiar no combate ao novo coronavírus (Covid-19). São o Anjo Amigo e o Xô Corona.

No primeiro o usuário pode participar de forma voluntária de uma rede social colaborativa se conectando com os idosos (principal grupo de risco) para apoiá-los e protegê-los como um verdadeiro Anjo. Já o Xô Corona promove o isolamento social voluntário empregando ferramentas da economia comportamental e princípios de gamificação.

As aplicações foram desenvolvidas durante o Desafio Covid-19 – iniciativa de inovação aberta do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), do Porto Digital e da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), que apoia o desenvolvimento de tecnologias para o combate à pandemia do novo coronavírus.

Com o Xô Corona, é possível definir uma meta diária de horas em casa, compartilhá-la como um compromisso público nas redes sociais e também convidar amigos a entrarem no aplicativo e acompanharem o seu progresso. “A nossa ideia é estimular as pessoas a ficarem em casa voluntariamente. Existem algumas ferramentas da psicologia muito efetivas  focadas na mudança de comportamento das pessoas. Por exemplo, a Norma Social e o Compromisso Público. No caso da norma social, compara-se, por exemplo, o desempenho de uma pessoa com a sua vizinhança. Estudos mostram que tal comparação é capaz de gerar mudança de comportamento nas pessoas. No caso do compromisso público, as pessoas tendem a manter  sua dedicação em atingir uma meta  quando elas se comprometem com ela publicamente”, disse o professor Alex Lopes Pereira, que participou da concepção do aplicativo.

“Utilizamos ferramentas da psicologia para estimular o empenho das pessoas com o isolamento social, que é a solução mais efetiva para prevenção ao novo coronavírus. Os usuários do aplicativo podem comparar seu desempenho com a sua vizinhança e com seus amigos. Pode, ainda, compartilhar isso nas redes sociais e incentivar outras pessoas”, reforçou Lopes Pereira. O Xô Corona pode ser baixado na Play Store, para celulares Android, e em breve estará disponível em versão para smartphones que usam o sistema IOS.

O Anjo Amigo se apresenta ao usuário como uma rede social colaborativa de apoio à pessoas em isolamento devido ao novo coronavírus (Covid-19), com foco inicial no principal grupo de risco: pessoas com mais de 60 anos. A solução, que pode ser acessada no endereço: anjoamigo.com, promoverá entre os seus usuários, uma melhor conexão para a realização de diversas atividades essenciais ao enfrentamento das restrições impostas pela pandemia. Acesse o endereço: anjoamigo.com.

“Queremos que as pessoas passem por esse período de isolamento social de forma propositiva, motivando pessoas idosas e engajando jovens e adultos em uma ação voluntária. Além da conexão que fazemos entre idosos e outras pessoas, disponibilizamos um módulo de capacitação com aulas com especialistas, pois muita gente quer ser voluntário, mas não tem conhecimento sobre o assunto. Cada anjo pode cuidar de até três idosos, monitorando em tempo real as suas condições físicas e mentais. Não é só um serviço, mas uma relação de afeto”, disse o professor da Universidade de Pernambuco (UPE) e coordenador-geral da Anjo Amigo, Genésio Gomes. Na plataforma os anjos podem trocar informações entre si, compartilhar boas experiências, as formas como estão fazendo o monitoramento dos idosos e também discutir métodos de prevenção contra o contágio com a Covid-19.

O Anjo Amigo busca, ainda, promover a saúde física e mental das pessoas isoladas, apoiando elas a superar sentimentos de solidão e baixa autoestima. Realizando o monitoramento constante e em tempo real das condições de saúde.

Fonte, Superintendência de Comunicação da SES-PE | (081) 99488-2688