Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 16 de janeiro de 2021

Saúde

Ministro da Saúde garante que distribuição das vacinas começa ainda neste mês

Apesar de reafirmar a eficiência que o Plano Nacional de Imunização, Pazzuelo destacou que as vacinas são apenas parte da estratégia de combate ao vírus. “Nós temos que nos cuidar

Postado em 13/01/2021 2021 08:46 , Saúde, Últimas Notícias. Atualizado em 14/01/2021 00:52

Jornalista , Editor Antônio José

Ministro da Saúde, Eduardo Pazzuelo fez um pronunciamento pelo You Tube

Nesta quarta-feira (13), o Ministro da Saúde, Eduardo Pazzuelo fez um pronunciamento pelo You Tube onde garantiu que a vacinação contra a Covid-19 será iniciada ainda no mês de janeiro. Apesar de não especificar data, o ministro assegurou que a imunização em todo o país será iniciada assim que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) finalizar os tramites de aprovação das duas vacinas produzidas no Brasil em parceira com laboratórios internacionais.

“Quando a Anvisa concluir sua análise de segurança e eficácia, três, quatro dias depois nós estamos distribuindo a vacina no Brasil. A Anvisa vai se pronunciar no dia neste domingo, (17) garantiu Pazzuelo, se referindo às vacinas produzidas pelo Butantan em parceria com o Laboratório SinoVac e pela Fundação Fio Cruz em conjunto com a biofarmacêutica AstraZeneca/Universidade de Oxford.

8 milhões de doses em janeiro

O Governo Federal contará com 8 milhões de doses para iniciar a imunização neste primeiro mês. “Hoje decola o avião para ir buscar as 2 milhões de doses na Índia. Já está com documento de exportação pronto. As 6 milhões de doses do Butantan estão prontas”, pontuou o ministro da Saúde.

Vanguarda mundial

Eduardo Pazzuelo ainda salientou que o Brasil estará na vanguarda mundial da imunização. “Numa pernada somos o país que mais imuniza no mundo. Nós vacinamos 300 milhões de dose no ano e vamos fazer igual com a Covid-19”, assegurou.

Vacina sozinha não resolve

Apesar de reafirmar a eficiência que o Plano Nacional de Imunização, Pazzuelo destacou que as vacinas são apenas parte da estratégia de combate ao vírus. “Nós temos que nos cuidar. Temos que seguir as orientações dos gestores. Não adianta lutar contra isso. Não é tomar a vacina no dia 20 e no dia 22 está na rua fazendo festa. A vacina faz parte de uma estratégia”, afirmou o ministro.

JS Saúde