Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 26 de setembro de 2021

Saúde

Situação Crítica! Zera em Petrolina o estoque de leite materno para bebês prematuros

“A situação é crítica, estamos sem ter o que oferecer!” A declaração é da enfermeira-gerente do Banco de Leite Materno ,Biama, que funciona no Hospital Dom Malan/Imip (HDM/Imip) em Petrolina, no Sertão pernambucano, Kaliane Medeiros, ao ver que as prateleiras do refrigerador do banco estão vazias. O pouco de leite que ainda tinha acabou ao meio-dia desta quinta-feira 15 de Abril. O Biama atende as pacientes dos municípios regulados pela Rede Interestadual de Saúde do Vale do São Francisco (Rede PEBA), internadas no HDM ou não. A rede PEBA abrange 56 municípios, a exemplo de Petrolina, Cabrobó, Orocó e Salgueiro, em Pernambuco, Juazeiro, Casa Nova e Senhor do Bonfim, na Bahia, como também cidades do Piauí.

Postado em 15/04/2021 2021 20:31 , Saúde. Atualizado em 15/04/2021 20:31

Jornalista , Editor Antônio José em Saúde

Estoque do Biama. Foto: Kaliane Medeiros

O leite materno estocado no Biama é fornecido aos recém-nascidos prematuros internados no HDM e que precisam desse leite, já que muitas das mulheres que tiveram filho não conseguem fazer a ordenha ou estão com o bebê na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, e por isso, têm dificuldade na produção de leite.

Anamena Moura Foto: Arquivo pessoal

O leite materno é considerado padrão ouro pelos especialistas. De acordo com a médica pediatra que atende no Vale do São Francisco, Anamena Moura, este alimento em recém-nascidos, principalmente nos prematuros, é fundamental para a sua proteção. “A gente sabe que o aleitamento materno é o melhor para os bebês recém-nascidos. Ele é um alimento completo, rico em nutrientes e sais minerais e rico em fatores de proteção. Protege os bebês contra as doenças, infecções e alergias e também protege contra as doenças do futuro como hipertensão, diabetes e obesidade, além de proteger a mãe do câncer de mama. Então é importante o aleitamento exclusivo até o sexto mês e que este aleitamento se prolongue mesmo na introdução de outros alimentos. Nos bebês prematuros é importantíssimo, justamente para o ganho de peso do bebê e já que o recém-nascido é mais susceptível a doenças, portanto o leite materno ajuda na maturação do intestino e cérebro para que ganhe peso o mais rápido possível”, explicou a pediatra Anamena Moura.

O Biama atende as pacientes dos municípios regulados pela Rede Interestadual de Saúde do Vale do São Francisco (Rede PEBA), internadas no HDM ou não. A rede PEBA abrange 56 municípios a exemplo de Petrolina, Cabrobó, Orocó e Salgueiro, em Pernambuco, Juazeiro, Casa Nova e Senhor do Bonfim, na Bahia, como também cidades do Piauí. “Toda paciente que chegar, de toda a região da rede PEBA é atendida”, aplicou Medeiros. O próximo leite somente deverá chegar ao Biama na sexta-feira (16), quando serão recolhidas as doações, nas casas das mamães doadoras.

Kaliane Medeiros Foto: Arquivo pessoal

Atualmente 30 mulheres estão cadastradas como doadoras de leite materno no Biama, porém apenas metade delas faz a doação de forma regular. “Como na doação é coletada a quantidade que a mulher consegue extrair, tem semana que a gente tem uma quantidade muito boa, mas tem semana que a gente não consegue manter por muito tempo o banco abastecido”, disse Kaliane. A demanda diária de leite depende do número de bebês internados e das solicitações, porém em média, são necessários cerca de 2 litros de leite materno para atender os recém-nascidos prematuros, por dia.  Para que o estoque do Banco de Leite Materno conseguisse atender a demanda com tranquilidade, seria necessário entre 50 e 60 litros de leite por mês.

Segundo a enfermeira-gerente do banco, no mês de março as doações foram positivas, porém em abril houve uma queda considerável na quantidade de leite. “Uma quantidade que não é suficiente para manter o que a gente precisa no hospital”, afirmou.

Apesar de muitas mulheres serem saudáveis, estarem amamentando e terem excesso de leite, ainda existe uma dificuldade em encontrar novas doadoras para o banco. Segundo Kaliane, o problema pode estar na falta de informação.

“A população, às vezes, não conhece o serviço que é prestado da doação, por mais que a gente esteja sempre na mídia fazendo campanha de divulgação tanto de leite quanto de vidro. Por se tratar de doação, muitas pacientes até fazem o cadastro, mas não mantêm a doação, então a gente tem muita dificuldade em relação a isso”, explicou a gerente do Biama.

Como doar? Requisitos chaves

Para ser doadora de leite materno, a mulher precisa estar dentro de alguns requisitos como:

  • ser saudável;
  • não fazer uso de medicações que não sejam compatíveis com a amamentação;
  • não usar drogas, seja fumo ou bebidas alcoólicas;
  • não ter feito transfusão sanguínea no último ano;
  • não tomar café em excesso, em quantidade superior a 7 xícaras;
  • não ter doenças infecciosas;
  • possuir exames sanguíneos atualizados.

Caso a mulher que deseja ser doadora esteja com os exames realizados há mais de seis meses, ela pode ir até o Biama, onde será feita a coleta para a realização de novos exames.



Doação de vidros: um item fundamental

Para o armazenamento do leite materno, é preciso que haja uma quantidade suficiente de vidros, muito necessários neste processo. Estes recipientes têm uma característica específica: ser de vidros com tampa plástica rosqueável, como os de café solúvel ou de maionese. “A gente não precisa só do leite, mas dos vidros também. Quem tiver para doar, pode deixar no Biama ou, dependendo da quantidade que ela tenha, pode entrar em contato para que a gente possa pegá-los”, enfatizou Kaliane Medeiros.

Um pedido: doe! Salve Vidas

Diante desse cenário, crítico, como afirmou a enfermeira gerente do Biama, um pedido se faz necessário: doe. “A doação é muito importante porque realmente salva vidas. Muitos bebês dependem desse leite. A gente está sempre precisando de leite e de potes. Às vezes 1 ml salva uma vida. Quem conseguir doar já ajuda muito, esse é um ato de amor”, destacou Kaliane.

  • Serviço

O Biama fica localizado no Hospital Dom Malan/Imip, na Avenida Joaquim Nabuco, Centro. Para saber como doar basta ligar para o telefone (87) 3202-7002.