Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 18 de maio de 2024

Cidades

Chuvas isoladas no Dia de São José anunciam precipitações abaixo da média no Sertão este ano

No Sertão existe a crença de que se chover no dia do santo, a colheita será farta. Mas neste ano, apesar da fé, as expectativas não são das melhores. O meteorologista da Universidade Federal do Vale do São Francisco em Petrolina, Emerson Damasceno, explica que dois fatores são as razões para as chuvas abaixo da média: o El Niño e o posicionamento mais ao norte da zona de convergência intertropical que dificulta a formação de nuvens.

Postado em 19/03/2021 2021 17:41 , Cidades. Atualizado em 19/03/2021 17:41

Colunista
Jornalista ,

No Sertão, a crença é que se a chuva cair no dia do santo, a colheita será farta. Foto: Reprodução internet

Nesta sexta-feira, 19 de março, é o dia do esposo de Maria e pai adotivo de Jesus, São José é considerado pela Igreja Católica o padroeiro das famílias e dos trabalhadores. São José é um dos santos mais conhecidos da Igreja Católica. Tanto que Portugal, por exemplo, o Dia dos Pais é comemorado hoje. Mas no Sertão a fé no Santo passa de geração em geração. 

E é neste dia que a esperança se renova em forma de orações e pedidos de chuva. No Sertão existe a crença de que se chover no dia do santo, a colheita será farta. Mas neste ano, apesar da fé, as expectativas não são das melhores.

São José é a esperança de chuva para o sertanejo

No Dia de São José, Sertão teve apenas chuvas isoladas. Foto: Reprodução internet

Segundo o meteorologista do Laboratório da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf) em Petrolina, Emerson Damasceno de Oliveira, aqui na região foram registradas chuvas isoladas neste Dia de São José. “Hoje choveu durante a madrugada em algumas localidades, mas foi uma chuva de pouco volume”, afirmou.

O período chuvoso do Sertão encerra no mês de abril, mas as previsões também não são muito animadoras para a região. “A tendência é que as chuvas fiquem um pouco abaixo da média. E depois de abril encerra-se o ciclo chuvoso, que só retorna entre outubro e novembro”, explicou o meteorologista.

El Niño e Zona de Convergência Intertropical ao Norte reduzem as chuvas no Sertão 

A razão para as chuvas abaixo da média, segundo Emerson Damasceno, são dois fatores: o El Niño e o posicionamento mais ao norte da zona de convergência intertropical.

O El Niño, fenômeno natural que se repete em intervalos irregulares, acontece em razão do aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico. No Nordeste brasileiro, ele provoca secas severas afetando, principalmente, a região conhecida como Polígono das Secas.

Já a atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) mais ao norte, dificulta a formação de chuvas com maior abrangência e intensidade aqui na região.