Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 24 de julho de 2021

Ciência e Tecnologia

Sertão perde importante ferramenta de fiscalização e controle da Covid-19

Desde o ano passado, com o início da pandemia do novo coronavírus, palavras como “lockdown, “isolamento social” e “quarentena” estão inseridas em nosso cotidiano. Até o dia 18 de Março, o Sertão Pernambucano somou uma média de 35,44% de isolamento social. O município de Ibimirim somou o melhor número, com 53,8 % do índice. No São Francisco Pernambucano, Orocó alcançou o melhor índice, com 66% de isolamento, seguido por Santa Maria da Boa Vista, com 53%, Belém do São Francisco, com 50% , Cabrobó com 42,6% e Petrolina com 38,9%. Na tentativa de coibir aglomerações, o Ministério Público de Pernambuco criou o painel de isolamento social do Estado em maio de 2020, que demonstra os percentuais do número de pessoas que estão em determinados locais. A ferramenta, bastante funcional, só foi utilizada até o último dia 18 de março, primeiro de medidas mais rígidas e suspensão de atividades não essenciais que seguiram até 31 de março.

Postado em 06/04/2021 2021 20:00 , Ciência e Tecnologia. Atualizado em 06/04/2021 15:56

MPPE – fachada (Google Street View)

O isolamento social é reconhecido pela ciência como  uma das medidas mais eficazes para a contenção da transmissão do novo coronavírus. Desde o ano passado, a sociedade tem convivido com palavras como quarentena, lockdown e distanciamento social.

Diante da necessidade de coibir aglomerações, o Ministério Público de Pernambuco criou, em maio de 2020, o Painel de Isolamento Social do Estado, baseado na extração das informações a partir da geolocalização dos celulares dos cidadãos, que monitora em tempo real os fluxos populacionais de todos os municípios.  Infelizmente, a plataforma, bastante funcional, deixou de ser atualizada no último dia 18 de março, quando foi iniciado um novo período de medidas mais restritivas em Pernambuco após aumento de casos do coronavírus no Estado.

Painel MPPE / Reprodução MPPE

O Ministério Público de Pernambuco publicou em seu site, no dia 29 de Março, uma nota explicando o porquê o ranking de isolamento social foi desabilitado para fins de divulgação dos dados de isolamento. 

“Após tomar conhecimento da informação da empresa In Loco, quanto à redução da base de dados de que dispõe a empresa, para fins de cálculo e divulgação dos dados de isolamento social, em todo o Brasil, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) informa que foi realizada reunião de urgência, no dia 26 de março, com a referida empresa (parte do convênio), na qual ficou deliberado que seria mantida a divulgação dos dados de isolamento em Pernambuco, mas apenas em relação aos municípios em que, segundo a empresa, a base de dados seria confiável para fins de levantamento dos dados estatísticos de isolamento social.



Ocorre que a divulgação parcial dos dados tem levado a análises distorcidas destes, razão pela qual na data de 29 de março de 2021 o MPPE decidiu que deixará de divulgar os dados fornecidos pela In Loco, mantidos os dados históricos até o dia 18 de março de 2021.”, afirma o órgão.

Até o dia 18 de Março, portanto, os municípios conseguiam ter uma noção de como a população estava se comportando, porém, é lamentável que tenha ocorrido essa redução de dados exatamente no período de medidas mais restritivas, quando seria de fato necessário que o painel estivesse ativo. Ainda em nota, o MPPE salientou que “está trabalhando junto ao Governo do Estado para que sejam buscadas outras soluções similares, adotadas em outros estados, para manter o serviço de monitoramento, com a devida coleta e divulgação das informações indicativas do cumprimento das medidas restritivas para o combate à COVID-19”.

Resta, num momento tão delicado, aguardar as novas soluções que serão implementadas na área de monitoramento, uma vez que é um importante instrumento que  direciona as forças de segurança pública e fiscalização do cumprimento das medidas restritivas para a contenção da transmissão do coronavírus. 

Operação Cidade Tranquila. Foto: Ascom PMP

Números do isolamento no Sertão 

Até o dia 18 de Março, o Sertão Pernambucano somou uma média de 35,44% de isolamento social. O município de Ibimirim somou o melhor número, com  53,8 % do índice. No São Francisco Pernambucano, Orocó alcançou o melhor índice, com 66% de isolamento, seguido por Santa Maria da Boa Vista, com 53%, Belém do São Francisco, com 50% , Cabrobó com 42,6% e Petrolina com 38,9%.