Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 21 de setembro de 2021

Cidades

Jornal do Sertão apresenta índice de governança das 56 cidades do Sertão de Pernambuco

As cidades de Salgueiro, Afogados da Ingazeira e Quixaba lideram seus respectivos grupos de acordo com o Índice de Governança Municipal (IGM), do Conselho Federal de Administração. O Jornal do Sertão apresenta o desempenho das 56 cidades sertanejas em Pernambuco.

Postado em 15/09/2021 2021 19:57 , Cidades. Atualizado em 16/09/2021 10:31

Jornalista , Editor Antônio José em Cidades

De acordo com o Índice de Governança Municipal (IGM), do Conselho Federal de Administração (CFA), a cidade de Salgueiro, no Sertão Central, lidera o ranking das cidades pernambucanas de 50.001 a 100 mil habitantes e PIB per capita de até R$ 22.506. Nos indicadores monitorados pelo IGM/CFA 2021, Salgueiro obteve resultado de 6,69 na dimensão Gestão, 7,28 na dimensão Desempenho e 4,92 na dimensão Finanças, pontuando 6,30 no geral.


 Praça da Catedral Santo Antônio, em Salgueiro-PE. – Foto: Reprodução/Prefeitura de Salgueiro
.

O segundo lugar do grupo no Estado ficou para Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, com IGM total de 6,23. A cidade obteve índice 7,28 no indicador Finanças, 7,67 no indicador Gestão e 6,61 em Desempenho. Arcoverde ficou em terceiro lugar com IGM 6,23, Araripina ficou em sexto lugar com IGM 5,64 e Ouricuri ocupa a décima oitava posição com IGM 4,69.

O resultado de Serra Talhada foi comemorado pela prefeita do Município, Márcia Conrado. “Mais uma vez Serra Talhada comemora resultado positivo na área de gestão pública, onde ficamos em segundo lugar em Pernambuco na categoria até cem mil habitantes, conforme o ranking de governança elaborado pelo Conselho Federal de Administração. O índice avalia critérios importantes como finanças, gestão e desempenho, considerando a nossa capacidade de gerir os recursos públicos, investindo em áreas como saúde e educação, equilíbrio fiscal e previdenciário, meio ambiente e saneamento básico. Obtivemos ainda bom desempenho entre os municípios nordestinos e brasileiros, o que nos mostra que estamos no caminho certo, cuidando do nosso município com responsabilidade social e administrativa, um reconhecimento que só é possível graças ao empenho de toda a nossa equipe de trabalho”, comentou.

 

Prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado. – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Na avaliação das cidades com até 20 mil habitantes e PIB per capita de até R$ 16.349, o melhor desempenho em Pernambuco é da cidade de Quixaba, no Sertão do Pajeú, com IGM 7,06. Ainda no Pajeú, Afogados da Ingazeira, com IGM 6,91, lidera o ranking estadual das cidades de 20.001 a 50 mil habitantes e PIB per capita acima de R$16.182.

 

Petrolina em quarto lugar do grupo de cidades acima de 100 mil habitantes

Maior cidade do Sertão, Petrolina aparece em quarto lugar do grupo de cidades acima de 100 mil habitantes e PIB per capita de até R$ 30.324. A capital do São Francisco obteve resultado 6,73 na dimensão Finanças, 7,40 em Gestão e 6,19 em Desempenho, somando IGM 6,77.

 

Índice analisa Gestão, Finanças e Desempenho dos Municípios

Lançado em 2016, o Índice CFA de Governança Municipal (IGM-CFA) foi criado com o intuito de auxiliar gestores públicos a entender, através de dados consolidados, quais seriam as possíveis oportunidades de melhorias em seu Município.



O estudo analisa a governança pública a partir de três dimensões: Finanças, Gestão e Desempenho. São analisados critérios como investimentos per capita em educação e saúde, índice fiscal, equilíbrio previdenciário e custo do legislativo; instrumentos que são utilizados pelos municípios que facilitam a gestão dos recursos públicos; e indicadores de investimentos e arrecadação na área de educação, saneamento e meio ambiente, saúde, segurança e vulnerabilidade social.

 

Confira o desempenho estadual das cidades sertanejas no IGM/CFA 2021:

 

Grupo 1 – Cidades até 20 mil habitantes e PIB Per Capita até 16.349:

1º Quixaba (IGM 7,06)

3º Triunfo (IGM 6,57)

4º Itapetim (IGM 6,51)

5º Iguaracy (IGM 6,49)

6º Terra Nova (IGM 6,47)

8º Brejinho (IGM 6,38)

9º Carnaíba (IGM 6,34)

10º Afrânio (IGM 6,31)

11º Santa Cruz da Baixa Verde (IGM 6,29)

13º Ingazeira (IGM 6,21)

17º Santa Filomena (IGM 6,02)

21º Mirandiba (IGM 5,93)

24º Solidão (IGM 5,84)

26º Santa Terezinha (IGM 5,81)

27º Tuparetama (IGM 5,81)

30º Jatobá (IGM 5,68)

32º Granito (IGM 5,67)

34º Santa Cruz (IGM 5,60)

35º Cedro (IGM 5,57)

41º Orocó (IGM 5,47)

48º Betânia 5,25)

55º Dormentes (IGM 5,05)

56º Itacuruba (IGM 5,04)

59º Serrita (IGM 5,00)

61º Verdejante (IGM 4,59)

64º Carnaubeira da Penha (IGM 4,53)

70º Calumbi (IGM 4,00)

73º Moreilândia (IGM 3,59)

 

Grupo 3 – Cidades de 20.001 a 50 mil habitantes e PIB Per Capita até R$ 16.182:

1º Afogados da Ingazeira (IGM 6,91)

2º São José do Egito (IGM 6,91)

3º Sertânia (IGM 6,72)

4º Lagoa Grande (IGM 6,72)

5º Cabrobó (IGM 6,61)

6º Ipubi (IGM 6,50)

7º Custódia (IGM 6,49)

9º Parnamirim (IGM 6,38)

16º Bodocó (IGM 6,14)

19º Ibimirim (IGM 5,98)

21º Floresta (IGM 5,91)

25º Belém do São Francisco (IGM 5,80

31º Manari (IGM 5,66)

32º Flores (IGM 5,65)

35º Exu (IGM 5,61)

37º Trindade (IGM 5,60)

40º São José do Belmonte (IGM 5,55)

45º Santa Maria da Boa Vista (IGM 5,43)

48º Tabira (IGM 5,40)

53º Tacaratu (IGM 5,28)

70º Inajá (IGM 5,34)

 

Grupo 4 – Cidades de 20.001 a 50 mil habitantes e PIB Per Capita acima de R$ 16.182:

2º Petrolândia (IGM 4,84)

 

Grupo 5 – Cidades de 50.001 a 100 mil habitantes e PIB Per Capita até R$ 22.506:

1º Salgueiro (IGM 6,30)

2º Serra Talhada (IGM 6,23)

3º Arcoverde (IGM 6,09)

6º Araripina (IGM 5,64)

18º Ouricuri (IGM 4,69)

 

Grupo 7 – Cidades acima de 100 mil habitantes e PIB Per Capita até R$ 30.324:

4º Petrolina (IGM 6,77)