Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 24 de abril de 2024

Economia

Banco do Nordeste bate recorde com R$ 58,5 bilhões em operações de crédito

Lucro líquido da instituição no período alcança R$ 2,1 bilhões (+4,1%)

Postado em 24/02/2024 2024 02:47 , Economia. Atualizado em 24/02/2024 02:47

 

O Banco do Nordeste (BNB) fechou o ano de 2023 com um total de R$ 58,5 bilhões em operações de crédito contratadas. Esse valor representa um aumento de 27,1% em comparação com os R$ 46 bilhões alcançados em 2022. O lucro líquido do ano foi de R$ 2,1 bilhões, um aumento de 4,1% em relação aos aproximadamente R$ 2 bilhões do ano anterior. Esses resultados positivos são resultado da melhoria na eficiência operacional e no aumento da margem financeira. Além disso, os ganhos com serviços, como tarifas bancárias e receitas de fundos de investimento e do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), também contribuíram para esse bom desempenho.O Banco do Nordeste (BNB) fechou o ano de 2023 com um total de R$ 58,5 bilhões em operações de crédito contratadas. Esse valor representa um aumento de 27,1% em comparação com os R$ 46 bilhões alcançados em 2022. O lucro líquido do ano foi de R$ 2,1 bilhões, um aumento de 4,1% em relação aos aproximadamente R$ 2 bilhões do ano anterior. Esses resultados positivos são resultado da melhoria na eficiência operacional e no aumento da margem financeira. Além disso, os ganhos com serviços, como tarifas bancárias e receitas de fundos de investimento e do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), também contribuíram para esse bom desempenho.

Outra importante contribuição foi na operação do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), que superou a meta de crescimento de 12,4% estabelecida para o ano. “Estamos bastante satisfeitos com resultado de 2023, pois os números premiam o nosso esforço em superar metas e nossas expectativas em relação ao potencial de crescimento e de investimentos da região. Mais uma vez nossa equipe bateu recorde no volume de contratações com o FNE e aplicamos R$ 43,7 bilhões com recursos do Fundo, o que equivale a um incremento de 35,4% em relação ao desempenho de 2022,” afirma o presidente do BNB, Paulo Câmara.

O executivo ressalta que o FNE é o principal funding do banco, que continua empenhado em diversificar as fontes de recursos para ampliar sua capacidade de negócios e de concessão de crédito.

“A crescente demanda de pedidos de financiamentos recebidos nos faz pensar em possibilidades de acessar fontes alternativas e de intensificar o diálogo com instituições multilaterais com o mesmo perfil de fomento e alinhamento de propósito para financiar investimentos sustentáveis e que promovam o impacto social e ambiental, que fazem parte do DNA do Banco do Nordeste”, explica Paulo Câmara.

Ainda no âmbito das contratações de operações de crédito, o segmento de Micro e Pequenas Empresas (MPE) apresentou evolução significativa em volume e número de operações contratadas, com incremento em relação ao ano anterior de 23,2% e 27,3%, respectivamente. O resultado corrobora o compromisso da instituição com os segmentos prioritários na aplicação dos recursos.

Um destaque importante nos resultados deriva das operações de microcrédito do banco, especialmente do Programa Crediamigo, que apresentou o montante de R$ 10,6 bilhões em contratações, mantendo-se estável em relação a 2022, mas apresentando um incremento de 4,7% no número de operações contratadas ante o ano anterior, ampliando a rotatividade do crédito para os microempreendedores na área de atuação do BNB. No Programa Agroamigo, que atua com microcrédito no setor rural, houve crescimento expressivo em 2023 em volume contratado, superando 2022 em 48,5% e alcançando a cifra de R$ 5,7 bilhões.

O índice de Eficiência Operacional do banco manteve a trajetória de melhoria encerrando o ano em 51,3%, o que representa um incremento de 0,5 ponto percentual em relação a dezembro de 2022. Segundo ressaltou o executivo, esse indicador aponta quanto custa para o banco gerar receitas. Nesse caso, importante destacar que quanto menor for o índice de eficiência, melhor para a instituição. O indicador aponta se um banco está mais ou menos eficiente de acordo com a evolução histórica do seu índice de eficiência.

A rentabilidade sobre o Patrimônio Líquido Médio ao final do período ficou em 21,2% ao ano, o que representou uma ligeira retração em relação ao exercício de 2022. O movimento foi reflexo do cenário de elevação do Patrimônio Líquido no período com a consequente incorporação de lucros do exercício, bem como do aumento das contingências jurídicas e de provisões para garantias financeiras prestadas. A rentabilidade está alinhada com as melhores da indústria bancária, reforçando a eficiência do BNB, inclusive comparado aos pares.

Apresentação de Resultados
Os resultados financeiros e sociais do segundo semestre de 2023 serão apresentados e comentados no próximo dia 26 de fevereiro, via webconferência a partir das dez horas. Acionistas, investidores, analistas, profissionais de investimentos do mercado de capitais e clientes poderão assistir à apresentação pelo canal do BNB no YouTube.

Participam do evento o presidente do BNB, Paulo Câmara, o diretor de Relações com Investidores, Wanger Rocha, e as equipes de relacionamento com investidores e de controladoria do Banco.