Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 22 de outubro de 2021

Política

O comércio eletrônico como alternativa para enfrentar o período da pandemia por Aluísio Sampaio

Hoje Aluísio Sampaio diz que o comércio eletrônico foi uma alternativa para enfrentar o período da pandemia da Covid-19 e que isso acelerou o processo de transformação digital.

Postado em 15/04/2021 2021 17:10 , Política. Atualizado em 15/04/2021 17:11

Colunista

Especialista em Gestão Pública, Aluísio Sampaio escreve quinzenalmente a coluna “Políticas Públicas”

A pandemia de COVID-19 modificou o comportamento das pessoas em todo o mundo, principalmente no que diz respeito à compra e venda on-line. Com isso, a transformação digital nos empreendimentos foi acelerada, tornando-se fundamental nos dias atuais.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), cerca de 70% dos micro e pequenos negócios atuam em redes sociais, aplicativos ou sites, para comercialização dos seus produtos ou serviços. Vale destacar que, conforme a pesquisa, foi observado que 23% dos empreendimentos possuem um site próprio para a realização de vendas on-line.



Para estimular a economia pernambucana e a inserção dos micros, pequenos e médios empreendedores de todas as regiões do estado no comércio on-line, o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (SETEQ), criou a plataforma eletrônica “Compre Aqui”.

O site www.comprepe.pe.gov.br é totalmente gratuito, não sendo necessário o empreendedor possuir CNPJ para cadastrar o seu negócio. Qualquer segmento de atividade pode participar do Compre Aqui. Pode ser cadastrado imagens, descrição do empreendimento, produtos ou serviços, contatos e redes sociais, tudo de maneira fácil e simples. Atualmente, mais de 1.000 negócios estão disponíveis na plataforma, podendo ser acessados por categoria ou cidade.

Em tempo de redução do convívio social e deslocamento, essa é uma iniciativa importante para colaborar na sustentação dos empreendimentos, emprego e renda, mantendo a economia pernambucana ativa durante a pandemia.

Quem é Aluísio Sampaio: Sertanejo Pernambucano, da Capital do Vaqueiro, Serrita, é Mestre em Dinâmicas de Desenvolvimento do Semiárido pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). Especialista em Gestão Pública Municipal e Saúde, também pela UNIVASF. Possui extensão em Empreendedorismo pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), e Inovação e Difusão Tecnológica pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Graduado em Computação pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), e em Administração, pela Universidade Norte do Paraná (UNOPAR). Técnico em Recursos Humanos pela Escola Técnica Estadual Professor Antônio Carlos Gomes da Costa (ETEPAC), e Logística pela Escola Técnica Estadual Professor Agamemnon Magalhães (ETEPAM). Entusiasta do desenvolvimento econômico, social e ambiental. Instagram: @aluisio_sampaio