Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 21 de setembro de 2021

Economia

Sertão registra saldo de 2.229 vagas de trabalho em julho segundo Caged

O Sertão de Pernambuco gerou 2.229 postos de trabalho em julho de 2021, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência. São 683 vagas a mais que no último mês de junho, quando a região criou 1.546 novos empregos formais. O JS fez o levantamento dos resultados nos 56 municípios sertanejos no período. A Cidade de Petrolinamantém maior saldo positivo da região e o 2º melhor resultado do Estado, com 1.628 vagas. Os piores desempenhossão das cidades de Afrânio (-110), Inajá (-127) e Sertânia (-181).

Postado em 02/09/2021 2021 12:45 , Economia. Atualizado em 02/09/2021 12:44

Jornalista , Editor Antônio José em Economia

 

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na terça-feira, 31 de agosto, pelo Ministério do Trabalho e Previdência, mostram que o Sertão de Pernambuco gerou saldo de 2.229 postos de trabalho no mês de julho de 2021. São 683 vagas a mais que no último mês de junho, quando a região criou 1.546 novos empregos formais.

Petrolina, no Sertão do São Francisco, permanece como a primeira da região e a segunda cidade do Estado que mais gerou empregos em Pernambuco durante 2021. Só no mês de julho o município sertanejo gerou 3.688 empregos, com saldo positivo de 1.628. No acumulado do ano já são 5.530 postos, com destaques nos setores de agronegócio, comércio e serviços.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Flávio Guimarães, comemorou mais um mês que Petrolina é destaque na geração de emprego. “Essa é a confirmação do crescente desenvolvimento econômico do município, mesmo apesar da crise que vivenciamos durante a pandemia. Isso é fruto de planejamento, atração de novos investimentos, parcerias públicas e privadas, além de muito trabalho e compromisso em melhorar a vida dos petrolinenses, frisou.

secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Petrolina,  Flávio Guimarães

 

Flávio destaca ainda que este foi o melhor resultado do ano. “Sabemos que o desemprego ainda é grande em todo o país. Porém, o prefeito Miguel Coelho está trabalhando, buscando soluções e mais investimentos para ofertarmos novas oportunidades de trabalho no município”, finalizou o secretário.

Sertânia tem maior saldo negativo no Sertão

Ao lado de Petrolina, os melhores desempenhos são das cidades de Lagoa Grande (153), Salgueiro (73) e Araripina (48). Serra Talhada caiu de 98 vagas em junho para 19 em julho, perdendo o segundo lugar para Lagoa Grande, que obteve saldo de 153 vagas.

No total, 34 cidades apresentaram saldo positivo, 08 permaneceram com saldo zero e 14 apresentaram saldo negativo no período, sendo os piores desempenhos registrados por Afrânio (-110), Inajá (-127) e Sertânia (-181).

No levantamento por região, o melhor saldo é do Sertão do São Francisco, com 1.831 vagas. Em segundo aparece o Sertão do Araripe, com 118; em terceiro o Sertão do Pajeú, com 111; em quarto o Sertão Central, com 110; em quinto o Sertão do Moxotó, com 32; e por último o Sertão de Itaparica, com 27.

 

Ranking Geração de Empregos no Mês de Julho no Sertão:

1. Petrolina (1.628)
2. Lagoa Grande (153)
3. Salgueiro (73)
4. Araripina (48)
5. Cabrobó (29)
6. Arcoverde (28)
7. Trindade (26)
8. Ouricuri (24)
9. São José do Belmonte (22)
10. Flores (21)
11. Afogados da Ingazeira (19)
12. São José do Egito (19)
13. Serra Talhada (19)
14. Petrolândia (17)
15. Santa Terezinha (15)
16. Orocó (13)
17. Cedro (11)
18. Ipubi (10)
19. Triunfo (10)
20. Belém do São Francisco (6)
21. Iguaracy (5)
22. Santa Filomena (5)
23. Santa Maria da Boa Vista (5)
24. Betânia (3)
25. Floresta (3)
26. Mirandiba (3)
27. Moreilândia (3)
28. Terra Nova (3)
29. Granito (2)
30. Solidão (2)
31. Calumbi (1)
32. Manari (1)
33. Serrita (1)
34. Tacaratu (1)
35. Brejinho (0)
36. Carnaubeira da Penha (0)
37. Exu (0)
38. Ingazeira (0)
39. Quixaba (0)
40. Santa Cruz da Baixa Verde (0)
41. Tuparetama (0)
42. Verdejante (0)
43. Itacuruba (-1)
44. Santa Cruz (-1)
45. Carnaíba (-2)
46. Tabira (-2)
47. Bodocó (-3)
48. Ibimirim (-3)
49. Itapetim (-4)
50. Jatobá (-4)
51. Dormentes (-6)
52. Parnamirim (-7)
53. Custódia (-9)
54. Inajá (-127)
55. Sertânia (-181)
56. Afrânio (-110)

 

 

Geração de Empregos por Região em Julho no Sertão:  

 

SERTÃO DO MOXOTÓ

CIDADE

JULHO 2021

%

Arcoverde

28

0,38

Betânia

3

4,84

Custódia

-9

-0,47

Ibimirim

-3

-0,70

Inajá

-127

-17,69

Manari

1

0,69

Sertânia

-181

-7,36

 

SERTÃO DO PAJEÚ

CIDADE

JULHO 2021

%

Afogados da Ingazeira

19

0,69

Brejinho

0

0,00

Calumbi

1

2,22

Carnaíba

-2

-0,73

Flores

21

3,37

Iguaracy

5

6,85

Ingazeira

0

0,00

Itapetim

-4

-1,43

Quixaba

0

0,00

S. C. B. Verde

0

0,00

S. Terezinha

15

8,20

S.J. Egito

19

1,09

Serra Talhada

19

0,20

Solidão

2

9,52

Tabira

-2

-0,17

Triunfo

10

1,34

Tuparetama

0

0,00

 

SERTÃO CENTRAL

CIDADE

JULHO 2021

%

Cedro

11

12,64

Mirandiba

3

1,58

Parnamirim

-7

-2,44

Salgueiro

73

1,20

S.J. Belmonte

22

1,43

Serrita

1

0,79

Verdejante

0

0,00

 

SERTÃO DE ITAPARICA

CIDADE

JULHO 2021

%

B.S. Francisco

6

0,51

C. Penha

0

0,00

Floresta

3

0,12

Itacuruba

-1

-2,00

Jatobá

-4

-0,55

Petrolândia

17

0,81

Tacaratu

1

0,53

 

SERTÃO DO ARARIPE

CIDADE

JULHO 2021

%

Araripina

48

0,86

Bodocó

-3

-0,82

Exu

0

0,00

Granito

2

3,39

Ipubi

10

1,08

Moreilândia

3

3,26

Ouricuri

24

0,90

Santa Cruz

-1

-0,76

S. Filomena

5

3,62

Trindade

26

1,49

 

 

SERTÃO DO SÃO FRANCISCO

CIDADE

JULHO 2021

%

Afrânio

-110

-8,59

Cabrobó

29

2,28

Dormentes

-6

-0,43

Lagoa Grande

153

6,50

Orocó

13

5,26

Petrolina

1.628

2,38

S.M.B. Vista

5

0,58

Terra Nova

3

5,56