Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 08 de dezembro de 2021

Economia

O Vale do São Francisco em Processo de Recuperação Econômica Por João Ricardo

O ano de 2021 começou com muitas expectativas em relação à retomada do crescimento econômico no Vale do São Francisco e o arrefecimento da pandemia com o avanço da vacinação. 

Postado em 14/07/2021 2021 12:50 , Economia. Atualizado em 14/07/2021 13:11

Economista João Ricardo de Lima Prof. da Facape de Petrolina, escreve quinzenalmente sobre Economia & Negócios para o JS.

Entre meados de fevereiro até maio se viu uma vacinação caminhando de forma lenta e a pandemia com grande força levando, inclusive, ao fechamento de atividades comerciais por algumas semanas. A preocupação voltou para todos, temendo que os dias difíceis de 2020 pudessem se repetir. 

Passado o primeiro semestre, alguns resultados podem ser comemorados. Em relação à pandemia, as últimas semanas tem mostrado uma forte queda da quantidade de novos casos e de casos ativos. As pesquisas do Colegiado de Economia da FACAPE têm mostrado que os leitos de UTI ocupados têm diminuído e as estatísticas já mostram queda dos óbitos nas parcelas da população que foram imunizadas.

 

Agronegócios responde pela maioria de empregos do Vale do São Francisco

O emprego volta a ser criado, segundo as informações do CAGED. Nos cinco primeiros meses do ano, Petrolina/PE criou 13.521 empregos formais e ocorreram 10.501 demissões, um saldo líquido de 3.020 pessoas trabalhando. Na cidade de Juazeiro/BA, foram 8.058 contratações e 4.794 demissões, um saldo líquido de 3.264, mais alto do que a vizinha pernambucana. Grande parte destes empregos é gerado pelo agronegócio, notadamente as culturas da manga e da uva, além da transformação da cana-de-açúcar. Contudo, existem outros setores importantes como o de serviços e da construção civil, que tem ajudado bastante neste processo de recuperação da economia regional. Em relação a fruticultura, segundo os dados publicados pelos observatórios de mercado da Embrapa Semiárido, as exportações de manga e uva no primeiro semestre de 2021 bateram recordes históricos de volumes embarcados. Na comparação com o primeiro semestre de 2020, os embarques de manga cresceram 45,7% e os de uva foram 110% mais elevados. 



Custo da cesta básica gera preocupação 

O que tem preocupado em primeiro lugar são os alimentos, representados no Custo da Cesta Básica, outra pesquisa do Colegiado de Economia da FACAPE. Nos primeiros seis meses do ano, a maior parte dos produtos aumentou de preços, com destaque para carnes, feijão carioca, tomate, açúcar e óleo de soja. Contudo, existem outros itens importantes nos gastos mensais das famílias, como combustíveis, gás de cozinha e energia elétrica que tem ficado mais caro e impactado negativamente na renda das famílias. Ainda serão necessários mais algum tempo de melhorias nas expectativas para que o processo de recuperação atual se torne crescimento. Porém a sensação é de que, terminado este primeiro semestre, o próximo será bem melhor. 

 

Quem é João Ricardo Lima: Doutor em Economia Aplicada. Coordenador da Pesquisa sobre a evolução da Pandemia no Vale do São Francisco realizada pelo Colegiado de Economia da Faculdade de Petrolina (FACAPE).