Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 21 de setembro de 2021

Saúde

Alimentação saudável e Hipertensão Arterial

A HAS é uma doença multifatorial, podendo ser levando em consideração o fator genético e o estilo de vida do indivíduo.

Postado em 05/09/2021 2021 16:41 , Saúde. Atualizado em 05/09/2021 16:47

Letícia Menezes:  Nutricionista, graduada na Universidade de Pernambuco

 

A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma doença crônica caracterizada pelo aumento anormal da pressão arterial (PA) para níveis maiores que 140 por 90 mmHg , ou mais conhecido como “14/90” por um longo período. Sempre que a pressão estiver maior que 120 por 80 mmHg e menor que 140 por 90 mmHg, vale a pena fazer medidas semestrais ou anuais para acompanhamento.

A HAS é uma doença multifatorial, podendo ser levando em consideração o fator genético e o estilo de vida do indivíduo. A pessoa diagnosticada com hipertensão arterial deve fazer acompanhamento médico o resto da vida. Quando não tratada com devido cuidado, a HAS pode causa lesões no coração, cérebro, rins e vasos sanguíneos.

Imagem Reprodução Net

Tratamento

O tratamento da hipertensão arterial deve ser feito principalmente com a mudança de estilo de vida, ou seja, alimentação saudável e prática de atividade física. Para os indivíduos que possuem sobrepeso e obesidade o emagrecimento é essencial para ajudar no controle da PA. Quando a mudança de estilo de vida não é suficiente é necessário a intervenção medicamentosa.

Os cuidados com a alimentação são essenciais. O paciente com HAS deve ter o controle do consumo de sódio, pois esse nutriente faz com que haja o aumento da PA. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo adequado de sódio para um indivíduo saudável é de cerca de 2.400 mg ao dia, valor que equivale a 5 g/dia de sal de cozinha, o que equivale a 1 colher de chá, já para o indivíduo com HAS o recomendado é de até 2 g/dia de sódio. Dessa forma, o consumo de sal e de alimentos ultra processados e processados deve ser limitado. Alimentos embutidos como, presunto, mortadela, salsicha, salame, linguiça, calabresa, charque; alimentos light e diet;conservas e enlatados; alimentos prontos; temperos prontos como caldos de galinha, carne, peixe e legumes em cubos e em pó; pasta de alho e cebola pronta; molhos prontos; carne de sol; devem ser evitados devido o elevado teor de sódio.

 

A importância da alimentação 

Uma alimentação rica em legumes, verduras, frutas, fibras, carnes magras, frutas oleaginosas (amendoim, nozes, castanhas, amêndoas e pistache), pobre em sódio deve ser priorizada. Utilizar temperos caseiros como alho, açafrão, cebola, coentro, salsa são excelentes escolhas para uma refeição mais saudável, saborosa e nutritiva. O adequado consumo de água é extremamente importante assim como a prática de atividade física.

 

Quem é Letícia Menezes:  Nutricionista, graduada na Universidade de Pernambuco, Campus Petrolina. Atualmente atua na área de Nutrição Clínica e Esportiva