Facebook jornal do sertão Instagram jornal do sertão Whatsapp jornal do sertao

Pernambuco, 24 de abril de 2024

Saúde

Exigência de comprovação de vacina para acesso a prédios públicos é publicada no Diário Oficial de Pernambuco

A comprovação da vacinação será necessária para acesso aos prédios públicos pernambucanos.

Postado em 01/12/2021 2021 09:44 , Saúde. Atualizado em 01/12/2021 12:16

Colunista
Jornalista ,

A comprovação da vacinação será necessária para acesso aos prédios públicos pernambucanos. (foto: reprodução)

Foi publicado nesta quarta-feira (1ª), no Diário Oficial do Estado, o decreto com todas as regras para cumprimento da norma de exigência da comprovação do esquema vacinal completo contra a Covid-19 para acesso aos estabelecimentos públicos em Pernambuco. A medida entra em vigor na próxima segunda-feira (06).

A medida reforça o incentivo à vacinação de todos os pernambucanos contra a doença, com o objetivo de proteger a população. De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, a imunização é necessária para evitar novas ondas da doença.

“Dados divulgados pelo Centro Europeu de Controle de Doenças apontam que os locais com maiores índices de vacinados estão registrando menos mortes, comprovando que as vacinas, além de seguras, salvam vidas. O cenário que temos hoje é de uma pandemia em pessoas não totalmente vacinadas”, pontuou Longo, durante a recente coletiva de imprensa.

Nova variante não foi detectada em Pernambuco

A variante Ômicron do novo coronavírus não foi detectada, até o momento, em Pernambuco. É o que aponta o resultado de mais um sequenciamento genético feito pelo Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz PE) em amostras de pacientes positivos para a Covid-19. O estudo revelou, ainda, que a linhagem Delta e suas sublinhagens continuam sendo a variante predominante no Estado.

Dos 42 genomas com qualidade para análise, 41 (97,6%) eram de pessoas infectadas com a variante Delta. Apenas um (2,4%) foi identificado como da linhagem da variante Gamma. As amostras, coletadas entre outubro e início de novembro, são de pacientes residentes dos seguintes municípios: Abreu e Lima (1), Afogados da Ingazeira (1), Camaragibe (1), Carpina (1), Caruaru (2), Jaboatão dos Guararapes (7), Jataúba (1), Nazaré da Mata (1), Olinda (2), Recife (21), Serra Talhada (3) e Vicência (1).